TC School / Criptomoedas

Polkadot, a criptomoeda de blockchains interoperáveis

25/02/2021 às 16:10

TC School

No texto a seguir, elencamos informações e curiosidades acerca do mercado de criptomoedas. Discorremos sobre o Polkadot, uma rede de blockchains interoperáveis, focada em privacidade do usuário, que promete resolver questões de escalabilidade de plataforma de contratos inteligentes, e tem atraído a atenção de muitos investidores, especialmente na Ásia. Quer saber mais sobre o Polkadot? O artigo está dividido nos seguintes tópicos:

  • O que é Polkadot?
  • Comunidade Polkadot
  • Polkadot Funding
  • Ecossistema do Polkadot
  • Interoperabilidade do Polkadot

Boa leitura!

O que é Polkadot?

O Polkadot se coloca como a camada de base para uma web 3.0, uma Internet de blockchains interoperáveis, descentralizada, segura e focada na privacidade do usuário.

Se no Bitcoin temos carteiras transacionando com outras carteiras, e no Ethereum carteiras transacionando com contratos inteligentes, no Polkadot temos diversos blockchains (parachains) com propósitos específicos e realizando processos diferentes; transacionando, executando contratos inteligentes e enviando dados entre si. É uma proposta ambiciosa de se tornar a rede de redes, e uma visão de mundo com múltiplos blockchains.

Assim, o Polkadot se coloca como a evolução do Ethereum. Não que muitos outros projetos não tenham se posicionado dessa forma. Há anos tentam criar um novo “Ethereum Killer”, e já foram muitos fracassos.

Porém, nesse momento em que o Ethereum está se reinventando para se tornar escalável, o Polkadot aparece como um protocolo que já possui as tecnologias semelhantes as que o Ethereum tenta incorporar, como o sharding e o staking, que vamos abordar a seguir. Além disso, o projeto conta com uma equipe robusta e volume de investimentos advindo de diversas formas de captação.

Por esses motivos, o Polkadot pode ser um forte candidato, e, com uma capitalização de mercado de US$ 25 bilhões, pode-se dizer que o mercado já precifica essa opcionalidade. Todavia, já vimos em protocolos como o EOS, que dinheiro e hype podem não ser suficientes.

Comunidade Polkadot

Além de possuir o mesmo co-fundador (e também ex-CTO) do Ethereum, Gavin Wood, Polkadot conseguiu o que ninguém até então havia conseguido: fazer com que desenvolvedores do Ethereum migrassem para um novo projeto.

De acordo com estudo do Outlier Ventures, houve um aumento de 44% em desenvolvedores ativos mensais do Polkadot entre maio 2019 e maio de 2020, enquanto no Bitcoin e no Ethereum esse número caiu levemente.

Segundo o próprio Gavin, já foram escritos mais de meio milhão de linhas de código. Cabe ressaltar que o ecossistema e as equipes de desenvolvedores do Ethereum são um importante moat do projeto, comparado com outras plataformas.

Polkadot Funding

Em 2017, quando foi realizado o lançamento do token $DOT, foram captados aproximadamente US$ 150 milhões. Desde então, o projeto Polkadot e seu ecossistema vem se desenvolvendo a uma velocidade primorosa, recebendo, além da captação inicial, diversas rodadas de funding externo advindos de fundos de venture capital, como o NGC Ventures e o KR1.

De acordo com estudo recente da The Block, aproximadamente 52 milhões de dólares foram captados para 21 projetos através de fundos externos, fora a tesouraria do próprio Polkadot. Recentemente a corretora Binance anunciou também um fundo de US$ 10 milhões para financiar projetos de finanças descentralizadas no Polkadot. O famoso fundo Pantera Capital é um dos principais investidores no projeto desde o seu ICO.

Gavid Wood e sua equipe não são apenas craques em desenvolvimento, mas também em marketing e influência. De acordo com Marvin Tong, fundador de um projeto na rede Polkadot, “A Web3 Foundation, Parity e Gavin são muito poderosos juntos, nenhuma outra fundação pode ser tão generosa e estratégica ao selecionar os beneficiários. Eles também apoiam muito no marketing de nossos projetos”. Não à toa, Polkadot é o projeto mais “hypado” na China e em boa parte da Ásia.

Ecossistema do Polkadot

Para um protocolo blockchain de camada base, atrair desenvolvimento e um ecossistema de projetos é de suma importância para criar casos de uso e trazer crescimento no fluxo de usuários na plataforma. Um estudo recente do The Block, identificou 127 projetos envolvidos no ecossistema do Polkadot. A seguir, podemos visualizá-los de acordo com a respectiva categoria:

Desenvolver protocolos e aplicativos em cima do Polkadot é ágil e prático, pois desenvolvedores contam com um amplo ferramental e também podem usar os validadores do próprio Polkadot para minerar blocos.

O Polkadot conta com o Substrate, que é um framework para desenvolvimento rápido e flexível de blockchains utilizando linguagem Rust, que ajudam a engajar times e reduzir o tempo de desenvolvimento.

Dentre os protocolos e aplicativos do ecossistema do Polkadot, destacam-se os projetos em infraestrutura e principalmente De-Fi, ou finanças decentralizadas.

Alguns projetos interessantes são:

Acala: um hub DeFi e stablecoin descentralizado chamado USD que permite aos usuários enviar e receber USD em qualquer blockchain conectado ao Polkadot

Mangata e Zenlink: Duas corretoras decentralizadas

Stafi e Bitfrost : são dois protocolos que permitem obter liquidez para quem está “staking” tokens.
Centrifuge: Permite que as empresas protejam o financiamento de suas contas a receber e outros fluxos de caixa futuros, tudo sem a necessidade de confiar em um intermediário.
Polkaswap e SushiSwap: Dois Market-makers automatizados, sendo que o segundo foi desenvolvido pela comunidade e já com 2 bi em valores transacionados.

Interoperabilidade do Polkadot

Um dos principais diferenciais do Polkadot é a interoperabilidade, possibilitando uma série de blockchains que se comunicam periodicamente e funcionam simultaneamente. Muitas vezes no universo de blockchains, se refere a interoperabilidade como a capacidade de envio de tokens nativos de um blockchain para outro. No Polkadot interoperabilidade é pensada num sentido mais amplo, permitindo o intercambio de dados e ativos em geral, não somente tokens.

No Polkadot, ao invés de uma única cadeia de blocos (modelo do Bitcoin), existem diversas blockchains, também chamadas de para-chains, para diferentes propósitos, rodando paralelamente, e se comunicando de tempos em tempos com a blockchain principal, chamada relay chain.

Dessa forma, para-chains podem ter propriedades diferentes de acordo com o seu caso de uso. Por exemplo, um blockchain usado na indústria de seguros não precisa ser tão rápido quanto um blockchain usado para micropagamentos.

Escalabilidade do Polkadot

Como sabemos, uma das principais limitações do Ethereum e outros protocolos de contratos inteligentes é a dificuldade em escalar devido ao alto grau de redundância. O Polkadot utiliza a mesma tecnologia proposta pelo Ethereum 2.0 (o upgrade do Ethereum que está em curso), para resolver esse problema.

Trata-se da tecnologia de sharding, que basicamente compartimentaliza o blockchain em fragmentos, com seus próprios dados, separados de outros fragmentos, e trabalhando em paralelo com outros fragmentos. Esse paralelismo confere uma maior rapidez para validar blocos e aprovar transações, pois diferentes entidades na blockchain estão trabalhando para resolver diferentes problemas simultaneamente. Por outro lado, ao optar pelo sharding, o protocolo sacrifica segurança, pois haverá menos redundância e menos validadores para cada transação.

Proof of Stake no Polkadot

O Polkadot utiliza um mecanismo de consenso chamado Nominated Proof of Stake. São aproximadamente 274 nós autorizados para serem validadores na rede. O objetivo é alcançar o número de 1.000 validadores.

É necessário que cada um destes validadores deposite (stake) $DOT em um contrato e que fiquem em lockup. Segundo Gavin Wood, o projeto já atingiu a marca de 600mi DOTs em staking. À medida que estes validadores atuem honestamente, eles são recompensados com tokens $DOT, e caso sejam desonestos são expulsos da rede e perdem seus tokens.

O Polkadot utiliza um modelo de segurança compartilhada, ou seja, os mesmos validadores da cadeia principal, se tornam validadores das cadeias paralelas, que se aproveitem da infraestrutura do protocolo.

Riscos

Fonte: Dados Messari

Web3 Foundation

Segundo dados da Messari, a Web 3.0 possui quase 20% dos tokens de Polkadot, o que indica um certo grau de centralização.

Crypto Ratings Council

O Crypto Ratings Council é um órgão que analisa as chances de um projeto crypto ser considerado um valor mobiliário pelos reguladores americanos. É um órgão autônomo que cria uma classificação ou ‘pontuação’ de 0 a 5 (melhor para pior) para ajudar seus membros e formuladores de políticas a interagir melhor com os ativos digitais.

Embora em uma avaliação preliminar, antes do lançamento da sua mainnet, o CRC, deu nota 4,75 para o projeto Polkadot. O que representa um risco considerável do projeto estar sujeito a regulação. Outros projetos semelhantes como o Ethereum obtiveram nota 2.

Parity e Riscos de Hacks

A empresa Parity é responsável pelo código do Polkadot, possui um histórico não muito positivo. Foi vítima de uma série de hacks, sendo o mais famoso deles o hack a sua carteira multi-sig, onde um hacker foi capaz de se aproveitar de uma vulnerabilidade e roubar mais de 150.000 ETH. Leia este artigo falando à respeito.

Ao ser perguntado sobre o tema, Gavin Wood garante que muita coisa mudou na empresa, e que para o código do Polkadot, foram contratadas quatro auditorias distintas para tentar achar vulnerabilidades. Segundo ele, é impossível atingir o nível de 100% de segurança em nenhum protocolo, porém ele acredita que tenha chegado a um nível de segurança próximo do ideal.

Nada disso funciona ainda

Apesar do relay chain, o blockchain principal do Polkadot, ter sido lançado e estar no ar, a comunicação das blockchains paralelas com o relay chain ainda é limitada. Tudo o que o relay chain faz por enquanto é relacionado a transferências de $DOT, e a interoperabilidade ainda é uma promessa.

As parachains, ou seja, as blockchains paralelas, ainda estão em desenvolvimento e a tecnologia está sendo testada em uma testnet chamada Rococo. Mesmo em termos de transações, o Polkadot realiza atualmente 12 mil transações por dia enquanto o Ethereum processa 1.1 milhões.

Considerações finais sobre o Polkadot

O Polkadot é um projeto robusto, encabeçado por uma das principais cabeças do Ethereum. Não apenas isso, conseguiu tração junto à comunidade de desenvolvedores, e é forte também no marketing, principalmente na Ásia.

Por fim, vale considerar que o Polkadot atingiu uma capitalização de mercado alta, entrando no ranking das top 10 cryptos. Destacamos também o ecossistema em torno do Polkadot, que conta com funding de importantes fundos de venture capital focados em crypto, como o Pantera Capital.

Entretanto, como vimos na análise dos riscos, o Polkadot ainda é uma promessa, longe de estar concluída e conta com riscos relevantes. Vale a pena monitorar o desenvolvimento e os próximos passos desse ambicioso projeto. Fique ligado no conteúdo que temos para você no TC School!]

TC Hub Cripto

Descubra como aproveitar as oportunidades exponenciais e potencializar ainda mais seus investimentos com o TC Hub Cripto, o novo lançamento do TC! Teste 7 dias grátis com 50% de desconto.

Paulo Boghosian
Paulo Boghosian
Graduado em Administração de Empresas pelo Insper-SP, MSc Digital Currencies
pela Universidade de Nicosia-Chipre e foi instrutor pela Blockchain Academy.

TC School

A sua escola como investidor.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub