TC School / Derivativos

Contrato ou compra de ações a termo: o que é?

29/10/2020 às 9:00

TC School TC School

Adquirir um contrato a termo, também conhecido como comprar ações a termo, é um dos instrumentos que os investidores podem utilizar caso desejem se alavancar no mercado financeiro.

  • O que é e como funciona o contrato a termo?
  • O que é a compra de ações a termo?
  • Margem de garantia
  • Cuidado com a alavancagem

Boa leitura!

contrato a termo

Mercado a termo

O que é e como funciona o contrato a termo?

Contrato a termo é um acordo não padronizado, firmado entre duas partes, com o compromisso de comprar e vender determinado ativo numa data futura por um preço acordado hoje.

Como vamos tratar aqui do contrato a termo cujos ativos objeto de negociação são ações, focaremos neste derivativo na forma com que é negociado na nossa bolsa, a B3.

O contrato a termo é muito semelhante a um compromisso de compra e venda, documento comumente utilizado em negociações de grande valor, como em imóveis por exemplo.

As partes assumem entre si direitos e obrigações, em que uma promete alienar à outra um bem determinado, por um preço combinado hoje. Entretanto, esta negociação se efetivará em alguma data no futuro e não hoje.

Ações a termo

O que é a compra de ações a termo?

Na B3 os investidores têm possibilidade de comprar contratos a termo de quase todas as ações listadas no pregão. A bolsa permite, ainda, que o contrato tenha prazo que começa em 16 dias e vai até 999 dias corridos no máximo. Isto quer dizer, por exemplo, que você pode assumir o compromisso de comprar, daqui a 365 dias, ações de ABEV3 por um preço que será acordado hoje entre você e o vendedor. Mas que preço é esse?

O mercado a termo funciona de forma análoga ao mercado bancário: pessoas com excesso de caixa e pessoas buscando financiamento trocando dinheiro mediante pagamento de juros. Os investidores com sobra de caixa oferecem seus recursos no mercado a termo mediante o pagamento de juro, que varia de acordo com o prazo da operação. Para o interessado em tomar esse dinheiro emprestado, cabe julgar se a taxa de juro cobrada é justa e alinhada com as práticas de mercado.

Margem de garantia

Como funciona a margem de garantia?

Devido ao fato de o termo ser apenas um acordo e não uma negociação física, ou seja, que não envolve pagamento e recebimento de valores, as partes que o negociam são obrigadas a depositar, na câmara de risco da B3, uma fração do valor principal do contrato como margem de garantia.

A obrigação de depositar apenas uma fração do valor principal permite ao investidor se alavancar. Para cada uma quantidade de dinheiro ou ativos depositados como garantia, ele pode comprar quatro ou até cinco quantidades equivalentes em ações.

Para o comprador do contrato a termo, é dada a opção da liquidação antecipada. Em um cenário de alta exacerbada das ações em curto período de tempo, o comprador pode querer antecipar a liquidação da operação para poder vender estes ativos no mercado e assim realizar seus lucros. Por outro lado, os juros pactuados no começo do contrato vão ser pagos integralmente, independente de o contrato ser levado até o vencimento ou liquidado antecipadamente.

Para você que se interessa por derivativos e deseja aprender técnicas avançadas de opções para potencializar seus ganhos, confira o nosso curso Expert em Opções – Teoria e Prática Avançadas.

Cuidado com a alavancagem

Para entender melhor os riscos da alavancagem, não deixe de conferir o nosso texto Alavancagem: conheça os riscos

O contrato a termo de ações é um mercado muito líquido e que permite ao investidor fazer alavancagem. Para ter acesso a ele é necessário ter conta em corretora de valores e acessar a mesa de operações que negocia estes contratos. E, como todo derivativo que permite alavancagem, é preciso severo controle de risco e de dimensionamento de posição para entrar nele.

Mário de Avelar, CFA
Mário de Avelar
CFA
Certificações CFA e CGA. Gestor de fundo de investimento profissional. Mais de 15 anos de experiência em bancos, corretoras e assets. Atuou como gestor de fundo de investimento multimercado e de ações. Desenvolveu estratégias de investimento quantitativas no mercado de ações e de derivativos. Tem experiência como formador de mercado e atualmente é Head Trader de opções.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub