TC School / Economia & investimentos

Seleção adversa e risco moral: como isso impacta seus investimentos?

10/12/2020 às 15:00

TC School TC School

A economia neoclássica considera as hipóteses de que todos os agentes são plenamente racionais e que não há assimetria de informação. Mas, na prática não é bem assim. Dessa forma, neste texto, você vai entender o que é seleção adversa e risco moral, bem como essas assimetrias informacionais podem afetar seus investimentos.

  • Informação é poder
  • Custo de transação e de informação
  • Seleção adversa
  • Risco moral
  • Seleção adversa e risco moral aplicados aos investimentos

Boa leitura!

seleção adversa e risco moral

Informação é poder

Quando você está em busca de se informar sobre determinado assunto, geralmente você busca as informações em uma pesquisa no Google, nos jornais, noticiários e afins. Mas, como as fontes são variadas, é fato que você encontrará abordagens diferentes sobre um determinado tema. Não só isso, mas, se outra pessoa busca a mesma informação que você está atrás, ela não necessariamente terá as mesmas fontes sobre o assunto em questão por não saber ou por não ter como acessar tais informações. 

Diante disso, surgem as assimetrias informacionais, ou seja, a informação “x” não chega de forma igual a todos os indivíduos que desejam consumi-la. Sendo assim, as assimetrias informacionais, dentro do mercado financeiro, são péssimas para os investidores. Pois, os investidores irão operar no mercado com vieses diferentes sobre um mesmo tema, gerando ineficiência (falhas como as distorções de preço) no mercado. 

Custos de transação e de informação

Diante disso, a assimetria informacional tem uma relação íntima com os nossos investimentos. Isso porque, fundamentalmente, o mercado financeiro possui em sua estrutura dois custos: os custos de transação e os custos de informação.

Os custos de transação são aqueles que já temos o domínio e conhecimento. Esses custos são os dispêndios monetários que o investidor incorre para poder adquirir os valores mobiliários (ações, títulos e afins), por exemplo.

Já os custos de informação, não necessariamente se refere aos dispêndios pela busca da informação. Mas sim as externalidades negativas provocadas pela existência da assimetria informacional, das quais existem 2 tipos: a seleção adversa e o risco moral.

Seleção adversa

Como sabemos, no mercado financeiro, as negociações dos ativos são nada menos que um contrato de compra e venda dos títulos e valores mobiliários. Sendo assim, a seleção adversa ocorre pela ausência de informação (também chamada de informação oculta) ou informação privada detida por um dos agentes antes da consumação do contrato. Ou seja, o agente toma uma decisão “errada” porque não teve acesso a todas as informações. Vejamos um exemplo.

No mercado de carros usados, existem os carros bons e os carros ruins. Você já deve estar pensando que os carros bons são vendidos a um preço maior e os carros ruins são vendidos a um preço menor. Mas, na prática não é bem assim. Esse pensamento está correto se o considerarmos como oferta e não como venda.

Os compradores estão dispostos apenas a pagar um preço médio (que eles enxergam como o justo) pelo carro, o que não torna o mercado atrativo para os ofertantes de carros bons e extremamente atrativo para os ofertantes de carros ruins. Pois, o preço médio ficará acima do que é cobrado pelo carro ruim e abaixo do cobrado pelo carro bom.

Com isso, ocorre uma distorção de mercado porque o comprador não consegue identificar qual é o carro bom e qual é o ruim, pois é uma informação oculta antes do contrato de venda detida pelo vendedor. E, assim, pela seleção adversa, os indivíduos passam a pagar mais por algo que vale menos.

Risco Moral

O risco moral ocorre por ausência de informação ou informação privada detida por um dos agentes, depois da consumação do contrato. Vejamos um exemplo.

Na oferta de financiamento das empresas varejistas para os seus clientes, por mais que haja toda uma burocracia e o histórico do cliente junto ao banco filiado a empresa, ambas as instituições não conseguem obter todas as informações possíveis sobre o seu cliente. Sendo assim, não há como garantir se haverá ou não o pagamento do passivo. Dessa forma, é provável que a empresa ofereça financiamento a clientes inadimplentes prejudicando, dessa forma, os negócios da companhia.

Em resumo, o risco moral é nada menos que o risco contraído pela parte contratada por causa da ação oculta detida pela parte contratante.

Seleção adversa e risco moral aplicados aos investimentos

Portanto, os investimentos não são diferentes dessa situação. Temos ativos bons e ativos ruins no mercado. Sendo assim, você como investidor deve sempre estar preparado para identificar essas situações, pois, infelizmente, você poderá ser induzido a ser ludibriado por uma dessas externalidades negativas da assimetria informacional.

Dessa forma, ao compreendermos que tanto a seleção adversa quanto o risco moral são custos inerentes a estrutura de funcionamento do mercado financeiro, cabe ao investidor buscar mitigá-los para que seus investimentos não sejam prejudicados. Para isso, busque sempre fontes confiáveis e reconhecidas. Fique sempre atento ao site de RI da companhia, que é onde você pode encontrar quase todas as informações dela e que surgem sobre ela.

Além disso, estude corriqueiramente aquele ativo em que investe ou busca investir para não ser refém dos custos de informação de mercado e até identificar oportunidades de investimento que boa parte do mercado não enxerga por causa da assimetria informacional.

Referências

VARIAN, Hal R. Microeconomia-princípios básicos. Elsevier Brasil, 2006.

Pablo Paz
Pablo Paz
Estagiário do TradersClub
Estudante de Economia da UFPB e membro do Projeto Quantum

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub