TC School / Economia & investimentos

Existe relação entre o P/E e a taxa de juros dos títulos públicos?

16/12/2020 às 15:00

TC School TC School

Nos últimos anos observamos uma crescente no número de pessoas físicas adentrando à Bolsa de valores brasileira. Além disso, outro marco na economia brasileira foi a queda da taxa de juros para o menor nível da história. Diante disso, neste texto é analisado a relação entre a taxa de juros e o mercado financeiro por meio da seguinte estrutura:

  • A entrada dos novos CPF’s na Bolsa de valores
  • Entenda a relação entre a taxa de juros e o mercado financeiro
  • A relação entre o P/E e a taxa de juros é válida para o Brasil?
  • Conclusão

Boa leitura!

taxa de juros investimento 2021

A entrada dos novos CPF’s na Bolsa de valores

A Bolsa de valores está repleta de recém-chegados. São pessoas com a expectativa de alta rentabilidade nos investimentos, esperando ficar rico da noite para o dia.

Esse movimento de migração de investidores para a renda variável é impulsionado, no caso brasileiro, pelas baixas taxas de juros oferecidas por produtos financeiros mais conservadores, como a renda fixa e os títulos públicos, por exemplo. Nesse sentido, a literatura há tempos investiga a relação entre a taxa de juros e a migração para o mercado de capitais. Com isso, vamos discutir um pouco sobre a relação entre o P/E (price earnings) e a taxa de juros dos títulos públicos guiados pelo recente paper de Lima Amorim & Camargos, (2020).

Entenda a relação entre a taxa de juros e a Bolsa de valores

Alguém pode perguntar: mas qual a relevância de entender a relação entre a taxa de juros e a Bolsa de valores? Ora, entender essa relação é importante especialmente para investidores que adotam estratégias de investimento de longo prazo, pois contribui para a definição da sua estratégia de investimento. Sem contar que ajuda a entender se, de fato, a redução na taxa de juros está associada a uma migração para a renda variável.

A suposição básica levantada pela vasta literatura é a de que essa relação entre P/E e taxas de juros existe e está pautada na ideia de que o investimento no mercado de títulos é uma alternativa ao mercado em ações. Com isso, toda vez que o órgão regulador reduzisse as taxas de juros e os títulos públicos passassem a oferecer retornos menores, os investidores deixariam de aplicar no mercado de títulos para investir em ações na Bolsa de valores. Diante isso – lição de economia básica agora – com o aumento na procura por ações, seu preço se eleva, impactando, portanto, o P/E ratio. O inverso é igualmente válido.

O debate no meio acadêmico

Por muito e muito tempo essa relação foi defendida e sustentada pela literatura. Porém, existem autores (Shiller, 2015) que sustentam que essa relação é fraca, questionando o dogma que se construiu em torno dessa relação. O autor discute que no mercado norte-americano essa relação era pronunciada porque por muitas décadas as taxas de juros se mostraram baixas e estáveis. Diante disso, o P/E seguiu crescendo. Embora exista uma relação negativa entre taxa de juros e investimentos no mercado de ações, é apressado concluir de maneira inequívoca sobre essa relação.

A relação entre o P/E e a taxa de juros é válida para o Brasil?

Dessa forma, no caso brasileiro, essa relação negativa entre taxa de juros e Bolsa de valores se confirma? A indagação motivou o estudo empreendido por Lima Amorim & Camargos (2020). Os autores analisaram variações do P/E e do IMA-S, que consiste no retorno do índice de títulos Tesouro SELIC. Fazendo uma inspeção visual nos dados apresentados pelos autores, temos a seguinte impressão inicial:

taxa de juros e bolsa de valores

Lima Amorim & Camargos (2020)

Até 2014 a correlação entre o P/E e o IMA-S mostra-se negativa, porém, a partir de 2014 essa relação torna-se mais “confusa”. Vale salientar que desse período em diante o Brasil passou por graves problemas econômicos. A partir de 2016, a relação negativa entre tais variáveis se mostra novamente presente na inspeção visual.

Porém, no teste empírico empreendido pelos autores, concluíram que apenas as taxas de juros são incapazes de explicar, no ambiente brasileiro, o P/E do Bovespa.

p/e e taxa de juros

Fonte: Lima Amorim & Camargos (2020)

Como podemos ver, a variável IMA-S não se mostrou significativa, do ponto de vista estatístico, para explicar o P/E no ambiente brasileiro. Diante disso, os autores testaram novamente o modelo, agora com a inclusão da volatilidade do mercado de ações e do mercado de títulos no modelo… Daí a “conversa foi outra”.

Com a inclusão da volatilidade na análise, tanto o IMA-S quanto a volatilidade dos títulos públicos mostraram-se significativos em relação ao P/E. Vejamos mais uma tabelinha técnica:

taxa de juros e bolsa de valores

Fonte: Lima Amorim & Camargos (2020)

Os resultados apresentados pelos autores evidenciam que, ao incorporar a volatilidade no modelo, a relação entre a taxa de juros dos títulos públicos (IMA-S) e o múltiplo P/E, para o ambiente brasileiro é negativa.

Outros resultados

A saída da regressão evidencia, ainda, que quanto maior a volatilidade dos juros nos títulos públicos, maior a migração para o ambiente de Bolsa. Isso corrobora os achados da literatura de que o risco influencia as decisões dos investidores a respeito da alocação do capital no mercado de títulos ou no mercado de ações. Porém, como mostra a saída da regressão, esse efeito mostrou-se significativo apenas para a volatilidade dos títulos públicos e não para a volatilidade do Bovespa.

Ou seja, o aumento dos retornos no mercado de títulos tende a fazer com que os investidores realoquem seus investimentos do mercado de ações para o mercado de títulos, ocasionando uma menor procura por ações no ambiente de negócios brasileiro, gerando menores P/E’s.

Além disso, os investidores no ambiente brasileiro consideram investir no mercado de títulos como uma alternativa ao investimento em bolsa. Isso faz sentido, especialmente, no Brasil, que historicamente tem apresentado taxas de juros muito mais altas do que aquelas praticadas em países desenvolvidos.

Conclusão

Com isso, para o ambiente brasileiro, quedas nas taxas de juros tendem a conduzir a uma valorização do mercado de ações, confirmando no ambiente de negócios brasileiro o que a literatura há muito discute internacionalmente. Embora possa parecer “óbvia” essa relação, não se pode sair por aí tirando conclusões sem embasamento técnico. É preciso testar essas relações, por mais óbvias que pareçam, sob pena de cair no achismo.

Referência

DE LIMA AMORIM, Daniel Penido; DE CAMARGOS, Marcos Antônio. Relações entre índices preço-lucro e retornos dos títulos públicos. Revista Brasileira de Financas, v. 18, n. 3, 2020.

André Sekunda
André Sekunda
Professor Universitário com Mestrado em Contabilidade
Contribui com textos educativos para o TC School.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub