Título de capitalização é investimento? - TC

TC School / Educação Financeira

Título de capitalização é investimento?

02/08/2021 às 11:16

TC School

O que é um título de capitalização? No texto de hoje vamos falar sobre educação financeira e os títulos de capitalização mais conhecidos no Brasil, e se vale a pena o investimento neste tipo de serviço financeiro dos bancos.

Quantas vezes você estava resolvendo problemas ou tirando dúvidas no banco e, no meio da conversa, aquela proposta quase natural: “Que tal esse título de capitalização?”. Ou estava checando o e-mail e, ao clicar num título que dizia lhe apresentar uma proposta irrecusável, viu a oferta da mais nova capitalização?

Situações acima – ou muitas outras – não são difíceis de acontecer. São bem comuns, na verdade. E isso acontece com a vestimenta de um bom investimento a ser feito. É assim que os títulos de capitalização são vendidos na maioria das vezes. 

Mas eles são mesmos investimentos? E são bons investimentos? Vou te ajudar a encontrar essas respostas até a última dessas linhas.

Nesse texto você vai encontrar:

  • O que é um título de capitalização
  • Como funciona?
  • Como fazer o resgate de título de capitalização
  • Vale a pena?

capitalização

O que é um título de capitalização?

É um produto em que parte dos pagamentos realizados pelo subscritor é usado para formar um capital, segundo cláusulas e regras aprovadas e mencionadas no próprio título de capitalização (Condições Gerais do Título) e que será pago em moeda corrente num prazo máximo estabelecido.

O restante dos valores dos pagamentos é usado para custear os sorteios, quase sempre previstos neste tipo de produto e as despesas administrativas das sociedades de capitalização.

Essa é a definição oficial para o título de capitalização. A explicação está no site da Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão que regulamenta o setor.

Não é tão fácil de entender, não é verdade? Mas podemos simplificar esse entendimento.

Os títulos de capitalização são uma forma de fazer uma reserva programada. Você vai agendar depósitos específicos nesse título e, em troca dessa compra, vai concorrer a alguns prêmios.

Ao final do prazo de vigência do título, recebe seu dinheiro de volta com uma taxa de correção – normalmente é a Taxa Referencial, mas falaremos disso mais para frente.

Dessa forma, a capitalização pode ser utilizada como uma forma de criar o hábito de poupar durante o tempo, apesar de não ser a maneira mais eficiente para isso.

Como falei acima, ele é regulado pela Susep.

E aí, se você é atenciosa ou atencioso, já deve ter criado uma dúvida: a regulação vem da superintendência de seguros? Isso mesmo. Ele é considerado um seguro e bastante comum nos bancos.

Vale dizer que o título de capitalização não tem garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). A segurança que o cliente terá nele é da instituição que o fornece. 

Qual é o título de capitalização mais conhecido do Brasil?

No Brasil, praticamente todos os bancos oferecem a capitalização.

Abaixo, algumas opções das maiores instituições e alguns dos títulos de capitalização mais conhecido do Brasil:

  • Bradesco: Capitalização – Pé Quente
  • Banco do Brasil – OuroCap
  • Caixa – Cap Ganhador
  • Santander – DinDin
  • Itaú – PIC Itaú

Como funciona

O mais comum é que a capitalização seja feita de forma gradual, com pagamentos mensais ou com outros períodos estipulados pela instituição que a oferece. Mas esta não é a única maneira de comprar esses títulos.

A compra pode ser feita de três formas: pagamento único, que é feito no momento da aquisição; pagamento mensal, que é o mais comum; e pagamento periódico, que acontece de forma espaçada, mas regular. 

Ao comprar esse título, você recebe uma espécie de bilhete para sorteios, que também são mensais geralmente. O que será sorteado é uma escolha do emissor, mas o mais comum é que estejam na lista valores em dinheiro, carros, motos e TV’s, por exemplo.

Esse é o prêmio que se ganha ao adquirir um título de capitalização.

Quem compra, tem direito a participar do sorteio durante a vigência daquele título. Ao final desse prazo, o cliente recebe de volta o dinheiro que acumulou durante esse período.

A correção dos valores é feita geralmente com base na Taxa Referencial, que hoje está zerada, e também em uma taxa de juros, que normalmente é bem baixa. 

Como fazer o resgate de título de capitalização?

Em algumas instituições, inclusive, não há nem correção. O cliente apenas tem a possibilidade de resgatar 100% do que foi aplicado durante aquele período. 

Vale a pena?

Vamos responder à pergunta principal desse texto agora neste tópico. Antes de falar se vale a pena ou não, a dúvida maior: é investimento? Para responder, vou utilizar um alerta que está no site da Caixa Seguradora:

Capitalização é diferente de outros produtos financeiros, porque ela não se encaixa na categoria de investimentos. Com ela, você troca a rentabilidade de um investimento pela chance de ser sorteado com um prêmio milionário

Ou seja, não precisa pensar duas vezes para ter a certeza que a capitalização não é um investimento.

É um serviço financeiro que, no final, você resgata o que colocou sem a correção pela inflação. No final das contas, seu poder de compra vai sendo reduzido. Quanto maior o prazo da capitalização, maior o impacto da inflação sobre o montante.

Diante disso, se ainda precisa de uma resposta para a questão de vale a pena, essa resposta é: não. Racionalmente, não faz sentido usar a capitalização para poupar dinheiro. Tampouco para esperar receber a premiação do sorteio.

Quanto mais difundida for a capitalização, menos as chances da contemplação. Ou seja, quanto mais conhecido o título de capitalização, menores as chances de ser contemplado nos sorteios. 

Mas, não somos 100% racionais, como você deve ter visto no texto sobre a economia comportamental. Se ainda não leu, vai lá para entender melhor.

Visto que o lado emocional também nos influencia nas decisões, é preciso avaliar alguns pontos em relação à previdência privada:

  1. Quero investir: então, de fato, esse não é o caminho;
  2. Posso guardar dinheiro e concorrer a prêmios: é verdade, mas qual seria a chance de ganhar? Pergunte isso a quem te oferece;
  3. Ao menos recebo o dinheiro corrigido: se for pensar nisso, avalie qual a taxa de correção. Chega perto da inflação? É perto da Selic?
  4. Liquidez: esse é um ponto importante. Geralmente os títulos de capitalização têm uma carência e algumas imposições, que geralmente resultam em perdas financeiras.

Seja qual for o seu objetivo, dificilmente o título de capitalização será a primeira opção. Se a ideia é criar disciplina para poupar, pode fazer isso com transferências automáticas para fundos, contas de corretoras, para a compra de títulos públicos.

Se quer guardar um dinheiro para um objetivo em correr grandes riscos, pode fazer com uma rentabilidade melhor e com a mesma ou até maior segurança. Se quer investir, definitivamente, não é no título de capitalização que você deve colocar seu dinheiro. 

Não deixe de conferir o canal do TC no YouTube. Temos bastante conteúdo para quem está iniciando como investidor!

Legal, não é? A gente também está no Instagram e no TikTok. Segue a gente lá!

Raphael Carneiro
Raphael Carneiro
Jornalista e planejador financeiro
Certificação CFP (Certified Financial Planner) concedida pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros.

TC School

A sua escola como investidor.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub