Classificação dos Fundos Imobiliários segundo a ANBIMA - TC

TC School / Fundos imobiliários

Classificação dos Fundos Imobiliários

29/09/2021 às 11:40

TC School

Olá, investidor (a)! No artigo de hoje, vamos mostrar as principais métricas de classificação dos Fundos Imobiliários para que você possa entender qual a estratégia alvo do FII que você está estudando investir.

Essa classificação, podemos verificar no informe mensal do fundo, documento que é disponibilizado todos os meses.

Documento que também é obrigatório sua divulgação, conforme nossa regulamentação atual. Assim, trazendo mais transparência para o mercado e segurança para os investidores.

Então, vamos para as classificações!

  • Mandatos
  • Tipos de Gestão
  • Segmentos
  • Verificando na prática essas informações
  • Conclusão

Classificação dos fundos imobiliários

Quanto aos mandatos

A classificação dos fundos imobiliários quanto ao tipo de mandatos estão descritas abaixo:

FII de Desenvolvimento para Renda

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido, direta ou indiretamente, em desenvolvimento/incorporação de empreendimentos imobiliários em fase de projeto ou construção, para fins de geração de renda com locação ou arrendamento;

FII de Desenvolvimento para Venda

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido, direta ou indiretamente, em desenvolvimento de empreendimentos imobiliários em fase de projeto ou construção, para fins de alienação futura a terceiros;

FII de Renda

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido, direta ou indiretamente, em empreendimentos imobiliários construídos, para fins de geração de renda com locação ou arrendamento;

FII de Títulos e Valores Mobiliários

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido, direta ou indiretamente, em Título e Valores Mobiliários.

Tais títulos podem ser ações, cotas de sociedades, Fundos de Investimento em Participação (“FIPs”) e Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (‘FIDC”).

Ou seja, cujas políticas ou propósitos se enquadre entre as atividades permitidas aos FII, cotas de FII, fundos de investimento em ações setoriais. Ou ainda Certificado de Potencial Adicional de Construção (“CEPAC”), Certificado de Recebíveis Imobiliários (“CRI”), Letras Hipotecárias (“LH”), Letra de Crédito Imobiliário (“LCI”) ou qualquer outro valor mobiliário abarcado pela legislação vigente.

FII Híbrido

Fundos cuja estratégia de investimento não observa nenhuma concentração das classificações acima mencionadas, conforme definido em seu regulamento.

Classificação dos fundos imobiliários

Quanto ao tipo de gestão

A classificação dos fundos imobiliários quanto ao tipo de gestão estão descritas abaixo:

Gestão Passiva

São fundos que especificam em seus regulamentos o imóvel ou o conjunto de imóveis que comporão sua carteira de investimento, ou, aqueles que têm por objetivo acompanhar um benchmark do setor.

Gestão Ativa

São fundos que não possuem gestão passiva.

O Tipo ANBIMA dos FII será definido pela composição da classificação Mandato e Tipo de Gestão, que resultará em:

  • FII Desenvolvimento para Renda Gestão Ativa;
  • FII Desenvolvimento para Renda Gestão Passiva;
  • FII Desenvolvimento para Venda Gestão Ativa;
  • FII Desenvolvimento para Venda Gestão Passiva;
  • FII Renda Gestão Ativa;
  • FII Renda Gestão Passiva;
  • FII de Título e Valores Mobiliários Gestão Ativa;
  • FII de Título e Valores Mobiliários Gestão Passiva;
  • FII Híbrido Gestão Ativa; e
  • FII Híbrido Gestão Passiva.

Classificação dos fundos imobiliários

Quanto aos segmentos

A classificação dos fundos imobiliários será complementada pelo segmento de atuação do FII, devendo cada fundo, no ato do registro na ANBIMA, informar seu segmento dentre as opções descritas abaixo:

Agências

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido, direta ou indiretamente, em imóveis destinados a agências bancárias;

Educacional

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido, direta ou indiretamente, em imóveis destinados a atividades educacionais;

Híbrido

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, em imóveis relacionados a mais de um segmento;

Hospital

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis destinados a receber instalações hospitalares;

Hotel

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis destinados a atividades hoteleiras, incluindo unidades integrantes de flats que tenham a mesma atividade;

Lajes Corporativas

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis destinados a escritórios;

Logística

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis provenientes do segmento logístico. Imóveis destinados a sediar instalações de centros de distribuição, armazenamento e logística;

Residencial

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis residenciais;

Shoppings

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis destinados a sediar centros comerciais – Shoppings centers;

Títulos e Valores Mobiliários

Fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em ações, cotas de sociedades, FIP e FIDC cujas políticas ou propósitos se enquadre entre as atividades permitidas aos FII, cotas de FII, fundos de investimento em ações setoriais, CEPAC, CRI,LH, LCI ou qualquer outro valor mobiliário permitido pela legislação vigente; e

Outros: fundos que conforme definido em seu regulamento objetivam investir, direta ou indiretamente, acima de 2/3 (dois terços) do seu patrimônio líquido em imóveis destinados a segmentos não listados acima.

Verificando na Prática

Vamos verificar essas informações no Informe Mensal do FII IRDM11.

Obs: Não é uma recomendação do FII, somente para verificação de informações na prática.

O informe mensal é disponibilizando no Plantão de Notícias da Bolsa de Valores (B3) mensalmente.

No início do documento podemos verificar as informações.

Temos também nesse informe mensal, outras informações para análise, como data de Funcionamento (Data de início do fundo) edemais dados contábeis do fundo.

Conclusão

Saber qual a estratégia permitida para o seu fundo é primordial, assim você pode alinhar suas expectativas com o FII correto paraescolher de acordo com a classificação dos fundos imobiliários.

O gestor seguirá o regulamento e estratégia do fundo, e aplicará os melhores esforços no sucesso do mesmo. Estando alinhados o gestor e o cotista, ambos seguirão para uma parceria de longo prazo em busca de retornos condizente com seus riscos.

Nada melhor que o gestor seguir o regulamento, e o gestor e cotista alinhados totalmente.

Investidor sabendo no que está investindo e o gestor enviando melhores esforços no seu trabalho.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

A gente também está no Instagram,YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Leo Verissimo
Leonardo Verissimo
Especialista em fundos imobiliários. Investidor com carteira 100% em FIIs desde 2018 e membro do Comitê de Cotista do FII RBVA11

TC School

A sua escola como investidor.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub