Resenha do livro "Antifrágil", de Nassim Nicholas Taleb - TC

TC School / Livros recomendados

Resenha do livro “Antifrágil”, de Nassim Nicholas Taleb

22/01/2021 às 16:00

Arlindo Souza

O livro Antifrágil, de Nassim Nicholas Taleb, traz à tona para o mundo dos investimentos os conceitos de frágil, robusto e antifrágil. Nesta resenha, discutiremos os pontos levantados pelo autor, debatendo a importância da obra para os investidores do mercado de ações. Para entendermos os conceitos abordados no livro, dividimos a resenha nos seguintes tópicos:

  • A tríade defendida por Nassim Taleb: O frágil, o robusto e o antifrágil
  • Opcionalidade, convexidade e concavidade
  • Pequenos prejuízos para grande lucro potencial, você aceita?
  • Lições para os investidores

Boa leitura!

Antifrágil - Nassin Nicholas Taleb

O conceito de antifrágil

O livro “Antifrágil”, de Nassim Nicholas Taleb, faz parte dos ensaios sobre a incerteza escritos pelo autor libanês. Se você ainda não leu ou nunca ouviu falar dos livros do Taleb, recomendamos fortemente as resenhas que temos no TC School sobre os demais livros do autor, que compõem o conjunto da obra que nos remete à tríade de como as coisas respondem à aleatoriedade:

Nesse sentido, nas 664 páginas do livro Antifrágil, Taleb discorre sobre os adjetivos frágil, robusto e, obviamente, o antifrágil.

Para Taleb, o frágil não aprecia a aleatoriedade. É natural que algo frágil quebre ou morra com facilidade ao menor estresse sofrido, como por exemplo, um copo de vidro.

O robusto, por sua vez, é resiliente. É capaz de suportar as adversidades sem perder a sua forma original, mas também não consegue evoluir com a aleatoriedade, como por exemplo, uma rocha ou mineral.

Já o antifrágil vai além, consegue superar o robusto. Afinal, o antifrágil tanto aprecia a aleatoriedade, como necessita dela para sobreviver, ficando mais forte na medida em que o caos aumenta. Como exemplo, podemos citar os derivativos tipo opções e, até certo ponto, os músculos do ser humano.

No primeiro contato com o livro, o conceito de antifrágil pode parecer um pouco abstrato. Você pode perguntar: “como algo pode crescer com estresse, desordem e caos?”. Os ensaios do autor irão justamente responder a este questionamento. Imagine o corpo humano. Taleb usa como exemplo a necessidade dos exercícios para o desenvolvimento de nossa musculatura, na medida em que os nossos músculos tendem a atrofiar se não fizermos absolutamente nenhum uso deles.

Opcionalidade, convexidade e concavidade

Uma das partes do livro que julgamos bastante importante para os investidores é o capítulo em que o autor trata sobre opcionalidade, convexidade e concavidade. Segundo Taleb, um dos primeiros contratos de opções negociado na história foi o aluguel de prensas por Tales de Mileto. Este, esperando que a produção de azeitonas fosse superar as expectativas, aluga então prensas para processá-las futuramente.

A partir do exposto, somos apresentados a dois conceitos de extrema valia para nós como investidores: a convexidade e a concavidade.

Do ponto de vista de Tales, este possuía o direito, mas não a obrigação de utilizar as prensas para processar as azeitonas que seriam colhidas no futuro, possibilitando a realização de grandes lucros ao exercer o seu privilégio adiante.

Por outro lado, o prejuízo de Tales com o aluguel das prensas estava limitado ao montante aplicado no aluguel, visto que, se a safra não fosse tão alta, as prensas não teriam nenhum valor. Ou seja, um processo muito semelhante às peculiares opções negociadas na Bolsa de Valores.

Convexidade

Para aquele que possui o direito, mas não a obrigação de algo, esse indivíduo está numa posição convexa. Ou seja, o antifrágil responde de forma convexa não linear ao aumento na aleatoriedade, gerando ganhos que superam o risco assumido.

Concavidade

Por outro lado, o oposto do convexo não aprecia a volatilidade das coisas, gerando prejuízos que crescem de forma não linear na medida em que aumenta o estresse:

Operações do mercado financeiro

Exemplos

Para que estes conceitos fiquem mais claros, vamos imaginar as seguintes situações no mercado de ações:

I – Compra de uma call – na aquisição de uma opção de compra, o detentor possui o direito, mas não a obrigação de comprar um ativo por um valor predeterminado. Na medida em que o ativo objeto se valoriza, a opção também se valoriza, mas de forma não linear ao preço do ativo objeto. Ou seja, a opção é um instrumento antifrágil, pois se beneficia e até necessita da variabilidade da ação subjacente para que se tenha valor. Está é uma situação que coloca o detentor da opção de compra em uma posição convexa.

II – Lançamento de call descoberto – nesse método de alavancagem, o lançador das opções vende opções de compra no mercado cujas ações subjacentes ele não possui em carteira. Aqui, o ganho máximo da operação é o recebimento do prêmio das opções vendidas. Por outro lado, a perda potencial supera em muito os ganhos da operação, visto que, se o preço da ação disparar, o lançador será exercido, tendo que comprar as ações no mercado à vista e vendê-las para o detentor da opção por um preço (que pode ser muito) abaixo do preço de compra.

Neste ponto entramos em mais um dos conceitos discutidos no livro Antifrágil, a obliquidade, que consiste no seguinte pensamento: não importa os ganhos potenciais, se existe o risco de ruína. Este ponto é discutido com mais detalhes em Iludidos pelo acaso.

Pequenos prejuízos para um grande lucro?

Aqui está uma estratégia defendida pelo autor que eu julgo controversa, a estratégia Barbell para se beneficiar com a ocorrência de cisnes negros, tanto positivos quanto negativos.

Nassim Taleb defende que devemos estar posicionados de maneira convexa a eventos raros, tanto positivos quanto negativos, o que pode ser feito no mercado financeiro via opcionalidade. Todavia, por mais que o autor defenda essa estratégia, ela é em sua essência controversa, pois manter-se posicionado nas duas pontas, gera custos de carrego (pagamento de prêmios), à espera de um evento que é imprevisível por natureza.

antifrágil

Outro ponto que merece atenção nessa estratégia é que ela pode não estar disponível para a maioria dos investidores, visto que necessita de conhecimento técnico e de capital para a montagem de operações estruturadas via derivativos.

Para quem quiser ter na biblioteca, dá para comprar online pela Amazon. O preço é R 59,00.

Reflexões para os investidores

Recomendamos a leitura da obra Antifrágil para os investidores na medida em que os ensaios contidos no livro nos leva a refletir sobre as nossas posições no mercado de ações (côncavo x convexo), além de nossa resposta à aleatoriedade e eventos imprevisíveis (reação de forma frágil, resiliente ou antifrágil).

Por fim, para os investidores fundamentalistas, a antifragilidade pode ser aplicada a esta filosofia de investimento, ao passo que devemos nos aproveitar do caos e de momentos de estresse no mercado para adquirir ativos por preços abaixo de seu valor intrínseco. Em minha visão, está na compra de ações por preços abaixo de seu valor intrínseco a verdadeira convexidade nos investimentos.

Arlindo Souza

Sr Equity Research Analyst | TC Matrix

Contador, Mestre em Ciências Contábeis. Foi professor/pesquisador do departamento de contabilidade da UFRN. Atuou em contabilidade de S.A.
Investidor com base em análise fundamentalista

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub