TC School / Livros de Economia, Finanças, Contabilidade e Investimentos

Resenha de livro: Os segredos da mente milionária

02/10/2020 às 15:00

TC School TC School

Neste texto, apresentarei uma resenha sobre o livro Os segredos da mente milionária, o livro aborda além dos conceitos sobre dinheiro, uma série de hábitos das pessoas bem sucedidas. Dessa forma, esta resenha está dividida do seguinte modo:

  • Os segredos da mente milionária: saiba mais sobre o autor T. Harv Eker e entenda por que devemos ler sua obra
  • Conheça seu modelo de dinheiro
  • Os arquivos de riqueza
  • Os segredos da mente milionária: como aplicá-los na minha vida?

Boa leitura!

livro Os segredos da mente milionária

Leia mais resenhas de livros:

Os segredos da mente milionária: saiba mais sobre o autor T. Harv Eker e entenda por que devemos ler sua obra

Canadense, T. Harv Eker possui uma história profissional instigante, e não estou dizendo que é pelo sucesso que ele alcançou, mas por ter começado de forma errada, ter tomada muitas decisões falhas e ter quebrado os seus negócios. Poxa, e por que quero ler sobre uma pessoa que faliu em algum momento? É óbvio! Imagine que para atingir o sucesso que ele alcançou, começou de baixo (sem conhecimento adequado).

É isso, por mais que ele tenha iniciado com recurso suficiente abrir várias empresas, o conhecimento sobre como lidar com o dinheiro, era a chave do sucesso que lhe faltava. É por essas e outras, que pegamos tanto no pé, de que para investir, seja em ações de uma empresa, seja abrindo o próprio negócio. Você precisa entender como lidar com o dinheiro, o que vai te levar a ter bons hábitos financeiros.

E como ele conseguiu? Pedindo ajuda a quem era bem sucedido nos seus negócios. Em específico, um amigo de sua família, extremamente rico. E um dos primeiros ensinamentos desse amigo que despertou a mente de Harv foi: se as coisas não estão indo como você gostaria, isso quer dizer apenas que há algo que você não sabe.

Harv, na época se considerava um jovem arrogante e achava que sabia de tudo. Infelizmente, muitos pensam da mesma forma que o Harv pensava, essa pode ser a motivação para a falência de diversos negócios. Assim, o ponto chave abordado no livro é a palavra “mente”, ou o modo de pensar dos ricos e bem sucedidos. Em resumo: o conselho baseia-se em copiar a forma de pensar dos ricos.

Conheça o seu modelo de dinheiro

Quem é você? Como você pensa? Quais são as suas crenças? Quais são os seus hábitos e as suas características? Qual é a sua opinião sobre você mesmo? Quanta confiança você tem em si mesmo? Como é o seu relacionamento com as pessoas? Até que ponto você confia nelas? Você realmente acredita que merece ser rico? Qual é a sua capacidade de agir apesar do medo, da preocupação, do incômodo, do desconforto? Você consegue ir em frente mesmo quando não está disposto a fazer isso?

Para Harv, todas as respostas para essas perguntas irão determinar o seu grau de sucesso. Com isso, o primeiro princípio de riqueza apresentado diz: “Os seus rendimentos crescem na mesma medida que você cresce”. Aí está, o segrego desse tópico, descobrir qual o seu modelo de dinheiro e então modificá-lo para gerar frutos. Neste sentido, o fato é que a maioria das pessoas não estão prontas ou preparadas para conquistar e conservar grandes quantias, sendo assim, o principal culpados por não conseguirem enriquecerem.

Um bom exemplo para isso, sãs pessoas que ganham na loteria. As pesquisas realizadas mostram constantemente que independente do montante do prêmio, a maioria dos felizardos acabam voltando ao seu estado financeiro original. De modo contrário, as pessoas que enriquecem pelo próprio esforço, quando perdem a fortuna, geralmente a refazem em pouco tempo. Neste aspecto, temos o exemplo do Donald Trump, o qual perdeu cada centavo dos bilhões que possuía, e em dois anos, não só recuperou tudo, como conseguiu mais.

As raízes geram os frutos

Uma analogia interessante que Os segredos da mente milionária traz, diz respeito a figura de uma árvore, onde os frutos correspondem aos nossos resultados. Quando olhamos para os frutos e não gostamos, por ser pequeno, poucos ou ruins, o que fazemos a respeito? A maioria dedica mais atenção aos resultados, mas de onde vem? São as sementes e as raízes os geram. Ou seja, é o que está embaixo da terra que cria o que está em cima dela.

Isso implica em mais um princípio de riqueza apresentado no capítulo, “se você quer mudar os frutos, primeiramente precisa trocar as raízes – quando deseja alterar o que está visível, antes deve modificar o que está invisível. Nessa mesma perspectiva, chegamos em mais um princípio de riqueza: “dinheiro é resultado, riqueza é resultado, saúde é resultado, doença é resultado, o seu peso é resultado. Vivemos num mundo de causa e efeito.

Qual é e como se formou o seu modelo de dinheiro?

Como podemos saber? Simples! Pensem em toda informação ou programação que você recebeu desde criança. Pais, amigos, irmãos, professores, mídia. Pare e pense, se a formação do seu entendimento sobre como lidar com dinheiro foi fundamentada. Será que você cresceu ouvindo que dinheiro é sinônimo de problema? Ou que os ricos não prestam? Sua resposta foi sim para essas duas perguntas? Alerta ligado!

Diante disso, chegamos no seguinte princípio de riqueza: “Pensamentos conduzem a sentimentos. Sentimentos conduzem a ações. Ações conduzem a resultados”. O autor expõe três maneiras importantes da nossa formação sobre dinheiro, seria você tentar lembrar o que ouvia, via e quais experiências teve quando criança. Nesse sentido, o princípio de riqueza da vez é: “Quando o subconsciente tem que optar entre a lógica e as emoções profundamente enraizadas, as emoções quase sempre vencem”.

Afinal, o que está programado no seu modelo de dinheiro?

Para o autor, essa é a pergunta de um milhão. Qual é o seu atual modelo de sucesso e para quais resultados ele está dirigindo você sub-conscientemente? Além disso, tentem responder: você está programado para o sucesso, mediocridade, ou fracasso financeiro? Está programado a trabalhar por dinheiro ou para trabalhar de forma equilibrada? Além de todas essas perguntas, o autor expõe sua crença de que existem quantidades de dinheiro que a maioria das pessoas está programada para receber.

Você está programado para receber quanto por ano, 30 mil, 60 mil, 200 mil, mais de 300? Além dessa pergunta, o autor faz outra, que a meu ver, é o grande gargalo para as pessoas: você está programado para economizar dinheiro ou para gastá-lo? Está programado para administrá-lo bem ou mal? Pois bem, a resposta para as perguntas aqui apresentadas revelarão como está definido o seu modelo de negócio.

Na minha opinião, eu concordo em parte com o autor, pois em muitos casos, apesar de não ter usufruído de bons ensinamentos sobre como lidar com dinheiro durante toda a infância e adolescência, muitos desses jovens possuem a consciência de fazer diferente em relação ao exemplo de dentro de casa. Em suma, possuem um exemplo a não ser seguido. Justamente isso os levariam a buscar novas fontes de conhecimento sobre o dinheiro e então mudar a história financeira da família.

Além disso, muitas crianças e jovens possuem a oportunidade de estudo em que muitos de seus pais não tiveram. Obviamente, a maioria irá seguir os mesmos passos com as mesmas crenças e entendimento sobre passados, contudo essa consciência pode vir naturalmente. Aí temos mais um dos princípios de riqueza: “A única maneira de modificar permanentemente o seu nível de sucesso financeiro é zerar o seu termostato financeiro, conhecido como modelo de dinheiro”.

Os arquivos de riqueza

Ao todo, o autor apresenta cerca de dezessete modos de pensar e agir que diferenciam os ricos das outras pessoas, ele os chama de “arquivos de riqueza”. Para mim, foi interessante pensar no meu modo de agir, comparando as suas figuras do livro, as pessoas de mentalidade rica e as de mentalidade pobre. Convido-os a fazerem o mesmo, tentem identificar quem é você e quais são suas “falhas”.

  1. As pessoas ricas acreditam na seguinte ideia: “eu crio a minha própria vida”. Dessa forma, as pessoas de mentalidade pobre acreditam na seguinte ideia: “na minha vida, as coisas acontecem”.
  2. As pessoas ricas entram no jogo do dinheiro para ganhar. As pessoas de mentalidade pobre entram no jogo do dinheiro para não perder.
  3. Outro ponto importante é que as pessoas ricas assumem o compromisso de serem ricas. As pessoas de mentalidade pobre gostariam de ser ricas.
  4. As pessoas ricas pensam grande. Enquanto isso, as pessoas de mentalidade pobre pensam pequeno.
  5. As pessoas ricas focalizam oportunidades. As pessoas de mentalidade pobre focalizam obstáculos.
  6. Assim, as pessoas ricas admiram outros indivíduos ricos e bem-sucedidos. As pessoas de mentalidade pobre guardam ressentimento de quem é rico e bem-sucedido.
  7. As pessoas ricas buscam a companhia de indivíduos positivos e bem-sucedidos. Entretanto, as pessoas de mentalidade pobre buscam a companhia de indivíduos negativos e fracassados.
  8. As pessoas ricas gostam de se promover. As pessoas de mentalidade pobre não apreciam vendas nem autopromoção.
  9. Além disso, as pessoas ricas são maiores do que os seus problemas. As pessoas de mentalidade pobre são menores do que os seus problemas.
  10. As pessoas ricas são excelentes recebedoras. Enquanto as pessoas de mentalidade pobre são péssimas recebedoras.
  11. As pessoas ricas preferem ser remuneradas por seus resultados. Entretanto, as pessoas de mentalidade pobre preferem ser remuneradas pelo tempo que despendem.

  12. As pessoas ricas pensam “Posso ter as duas coisas”. Enquanto isso, as pessoas de mentalidade pobre pensam: “Posso ter uma coisa ou outra.”
  13. As pessoas ricas focalizam o seu patrimônio líquido. As pessoas de mentalidade pobre focalizam o seu rendimento mensal.
  14. O autor também pontua que as pessoas ricas administram bem o seu dinheiro. As pessoas de mentalidade pobre administram mal o seu dinheiro.
  15. As pessoas ricas põem o seu dinheiro para dar duro para elas. Entretanto, as pessoas de mentalidade pobre dão duro pelo seu dinheiro.
  16. As pessoas ricas agem apesar do medo. As pessoas de mentalidade pobre deixam-se paralisar pelo medo.
  17. Por fim, as pessoas ricas aprendem a se aprimorarem o tempo todo. As pessoas de mentalidade pobre acreditam que já sabem tudo.

Diante dos dezessete arquivos de riqueza apresentados acima, é possível observar que grande parte são jargões bem conhecidos, além de serem bem óbvios, como por exemplo: “As pessoas ricas administram bem o seu dinheiro. As pessoas de mentalidade pobre administram mal o seu dinheiro”. Essa frase, não é nem um pouco surpreendente.

Todavia, deixei destacado em negrito, aqueles arquivos, que julgo mais importante entre os demais. Principalmente os arquivos número 15 e 17. O primeiro aborda a nossa mentalidade sobre o nosso trabalho. Será que vivemos apenas trabalhando para o dinheiro, ou fazemos ele trabalhar para nós? Além desse, o 17 aborda algo extremamente essencial, o hábito de nos aprimorarmos, obtendo sempre novos conhecimentos. Aqueles que são cheios de si e de razão, e que já “sabem o suficiente”, são constantemente pegos de surpresa e acabam perdendo oportunidades e muito dinheiro.

Os segredos da mente milionária: como aplicá-los na minha vida?

Por fim, o autor te incentiva a seguir seus ensinamentos na prática, fazendo uma pesquisa sobre você mesmo, entendendo o seu modelo de dinheiro, e só então aplicar as mudanças de pensamento conforme os arquivos de riqueza apresentados no livro.

No geral, achei o livro “Os segredos da mente milionária” bem genérico, trazendo alguns ensinamentos e frases de efeitos já bem disseminadas. Ou seja, a minha sensação é que não li muita novidade. Todavia, isso foi minha impressão pessoal, para algumas pessoas, que estão procurando conhecer mais sobre a base do conhecimento sobre como lidamos com o dinheiro, é um bom livro e de rápida leitura.

Finalizando, deixo aqui um dos princípios de riqueza do livro, o qual achei bem interessante e merecedor de um destaque: “Você não terá mais até provar que é capaz de lidar com o que já possui”.

Mariângela Araújo
Mariângela Araújo
Contadora e Mestranda em Ciências Contábeis pelo PPGCC/UFPB.
Monitora de cursos no TC School.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub